Conteúdo constrói relacionamentos.

Relacionamentos são baseados em confiança. Confiança gera receita.

O marketing vem conquistando cada vez mais espaço por permitir estudos aprofundados de mercado, atuando diretamente na inteligência estratégica e competitiva das empresas.


Branding (gestão estratégica da marca)

A Associação Americana de Marketing (American Marketing Association) define marca como:

“Um nome, termo, design, símbolo ou qualquer outra característica que diferencie um bem ou serviço de determinado vendedor de outros vendedores. Uma marca pode identificar um item, um grupo de itens ou todos os itens de um vendedor”.

Ou seja, uma marca é um elemento de distinção, algo que mostra que um determinado produto ou serviço pertence a uma organização e não a outra.

Uma marca é muito importante por diversos fatores, ela pode representar uma corporação, um produto ou uma ideia, e a marca por si só, se bem definida tem seu próprio valor.


Gerenciamento de trafego e propagandas pagas

Se a sua empresa espera conquistar algum resultado na internet, você precisa pensar em gestão de tráfego.

Uma boa estratégia de gestão de tráfego significa um fluxo constante de visitantes, o que resulta em um melhor posicionamento da sua marca, mais engajamento, maior geração de leads e, claro, mais vendas e maior faturamento.

A princípio, você pode imaginar que o termo gestão de tráfego significa apenas gerenciar os visitantes que chegam aos seus canais digitais. Mas, é muito mais do que isso.
Significa, também, gerar tráfego de diferentes fontes, segmentar públicos para ter uma audiência realmente interessada nos seus produtos e/ou serviços e, se relacionar com essas pessoas.
São as chamadas fontes de tráfego, que representam os caminhos por onde as pessoas chegam até a sua empresa na internet.
Esse conhecimento é estratégico, podendo impactar nas decisões que você vai tomar relacionadas a quanto (e onde) investir a favor do seu negócio.
Existem diversos tipos de tráfego e você pode se beneficiar de todos eles.

Tráfego orgânico

Dentro da gestão de tráfego, “orgânico” significa aquele em que as pessoas chegaram até a sua empresa sem que você precisasse investir em anúncios patrocinados no Facebook Ads ou Google Ads, por exemplo.

Ele ocorre quando as pessoas encontram a sua empresa pelos mecanismos de busca (como o Google, Bing ou Yahoo), utilizando termos chamados de palavras-chave, relacionados ao seu segmento ou ao problema que estão tentando resolver.

Ou seja, a pessoa pesquisa no Google, digitando uma dúvida ou problema específico que deseja resolver e clica nos resultados mais relevantes para ela.

Tráfego pago

tráfego pago, como o próprio nome já diz, também precisa de investimento financeiro para funcionar.

Alguns nichos (menos competitivos) é possível investir menos, enquanto outros nichos (mais concorridos) é necessário investir de forma agressiva (ou restringir o público segmentado) se houver baixo orçamento.

Para compensar, ele traz resultados mais rápidos.

Se você souber como criar boas campanhas de tráfego no Facebook Ads e no Google Ads, segmentando corretamente seu público-alvo, conseguirá aumentar consideravelmente o fluxo de visitantes nas suas páginas ou landing pages em pouco tempo.

Significa que, diferente do orgânico, onde as pessoas encontram a sua empresa, aqui é a sua marca quem vai até elas em diversas plataformas.

“Não encontre clientes para o seu produto, encontre produtos para os seus clientes.”

Seth Godin